Tweet

sábado, 28 de abril de 2012

Gula

O amor é cheio de excentricidades.
Um bocejo de desculpas antecipadas e instantâneas.
Na boca do estômago raros sorrisos doces e tristes
e um sono levíssimo.
Desperta aos mínimos sussurros
para a assaltar, em segredo,
a calórica geladeira dos desejos.

Um comentário:

Guilherme Damasceno disse...

Amor engorda?

Muita coisa fez sentido, hahaha.